segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Direitos legais de Satanás

          Maldições...

No sétimo capítulo de Josué,deparamo-nos com um detalhado exemplo de como Satanás pode obter o direito legal de nos assaltar,muito embora pessoalmente não estejamos conscientes dos meios que ele usa com tal objetivo.Vamos recordar a história dos filhos de Israel anterior a tempo em que ocorreu esse incidente registrado em Josué.
Eles haviam vagueado pelo deserto durante quarenta anos.Moisés tinha morrido,e o Senhor deu a liderança sobre os filhos de Israel à pessoa de Josué.Deus realizou um milagre e dividiu o rio Jordão para que eles pudessem atravessá-lo.Deus prometera a Josué e aos filhos de Israel que lutaria poe eles e por suas batalhas e lhes daria a vitória,mas a promessa era condicional.A condição dada por Deus foi a de que teriam que obedecer aos seus mandamentos.

A primeira cidade que teriam que conquistar era Jericó.Militarmente essa cidade era uma das mais poderosas do mundo civilizado daquele tempo.Ela estava tremendamente fortificada.Na esfera natural,os filhos  não poderiam ter esperança alguma de vencê-la.
Mas,como todo o mundo sabe,os muros de Jericó ruíram,e a cidade foi vencida por meio do miraculoso poder de Deus.O Senhor deu ordens específicas aos filhos de Israel para que não tomassem nada de Jericó para si mesmos.Em outras palavras,eles não deveriam tomar nenhum despojo.
Vejamos agora o capítulo sete de Josué:

"Prevaricaram os filhos de Israel nas coisas condenadas;porque Acã,filho de Carmi,filho de Zabdi,filho de Zera,da tribo de Judá,tomou as coisas condenadas.A ira do Senhor se ascendeu contra os filhos de Israel.(Josué 7:1)

Todas as demais pessoas não sabiam que Acã tinha pecado.Ninguém,exceto Deus e Satanás,é claro.Não podemos esconder de Deus os pecados cometidos em nossa mente porque Ele conhece o nosso coração e a nossa mente(veja 1Samuel 16:7;1Crônicas 28:9;Romanos 8:27;Hebreus 4:12),mesmo que ninguém mais saiba a respeito deles.Entretanto depois de agirmos segundo aqueles pensamentos,não podemos esconder nossos pecados nem de Deus nem de Satanás.
A próxima batalha dos israelitas seria contra a pequena cidade de Ai.Os líderes fizeram uma reunião de planejamento para definirem a estratégia.
temos que concordar que uma elite foi selecionada,escolhida a dedo,formando um grupo de 3.000 homens que foram contra Ai.
Em parte alguma diz que aqueles homens estavam em pecado.Eles tinham se submetido totalmente ao serviço do Senhor de todo o seu coração. 
Continuemos a leitura:

"Assim subiram lá do povo uns três mil homens,os quais fugiram diante dos homens de Ai.Os homens de Ai feriram deles uns trinta e seis,e aos outros perseguiram desde desde às portas até as pedreiras,e os derrotaram na descida;e o coração do povo se derreteu e se tornou como água.(Josué 7:4-5)

Trinta e seis homens inocentes,servos de Deus,tementes a Ele,foram massacrados.Por quê?Tinham eles feito algo de errado?Não.Em parte alguma as Escrituras dizem que aqueles homens tinham pecado.Eles não haviam pecado e tinham se dado sem reservas para servir ao Senhor.
Josué e os lideres ficaram pasmados!Não podiam entender.Depois da maravilhosa vitória em Jericó,eles não podiam crer do que viam,ao se depararem com aquele exército batido e vencido retornando naquele estado.Deus havia prometido a vitória!Teria Ele descumprido a Sua palavra?Teria mudado de ideia?Isso era inconcebível!

"Então Josué rasgou as suas vestes e se prostrou em terra sobre o rosto perante a arca do Senhor até a tarde,ele e os anciãos de Israel;e deitaram pó sobre a cabeça.Disse Josué:Ah! Senhor,porque fizeste esse povo passar o Jordão,para nos entregarem nas mãos dos amorreus,para nos fazerem perecer?Tomara nos contentáramos com ficarmos dalém do Jordão.Ah! Senhor,que direi?Pois Israel virou as costas diante dos seus inimigos!Ouvindo isto os cananeus e todos os moradores da terra,nos cercarão e desarraigarão o nosso nome da terra;e,então,que farás ao teu grande nome?"(Josué 7:6-9)

Josué passou pelos mesmos temores e pelas mesmas dúvidas que também nós passamos quando alguma catástrofe vem para a nossa vida.Ele fez o mesmo que nós também fazemos.El começou a chorar e a gemer perante o Senhor da mesma maneira que nós.Algo dá errado em nossa vida,e a quem culpamos de imediato?A Deus,sim a Ele!"Oh,Senhor,porque o Senhor permitiu que isso acontecesse comigo? -e assim choramos e nos queixamos,ao pedirmos ao nosso pastor e a muitos outros que orem por nós.Nem sequer paramos para pensar que o problema está em nós,e não em Deus.
"Tomara nos contentávamos com ficarmos dalém do Jordão"(v.7).Isso não se parece conosco?Nossas primeiras reações são de autopiedade e de lançar a culpa em Deus.A raça humana não mudou nenhum pouco desde os dias de Josué.
Mas notemos como o Senhor respondeu a Josué:

"Então disse o Senhor a Josué:"Levanta-te!Porque estás prostrado assim sobre o rosto?Israel pecou,e violaram a minha aliança,aquilo que Eu lhes ordenara,pois tomaram das coisas condenadas,e furtaram,e dissimularam,e até debaixo de sua bagagem o puseram;viraram as costas diante deles,porquanto Israel se fizera condenada,se não eliminardes do vosso meio a coisa roubada"."(Josué 7-1012)

Havia pecado no acampamento,o que dera direito legal a Satanás e aos seus servos de atacarem e vencerem os filhos de Israel.Quando desobedecemos a Deus,não apenas pecamos,mas também damos a Satanás o direito legal de nos assolar.Com frequência não nos damos conta de que servimos a um Deus que é totalmente justo.Não apenas Ele é justo para conosco,mas Ele também é justo para com Satanás e seus servos.Quando damos a Satanás o direito de nos assaltar,Deus não interfere.
Esta é a razão de que para nós é de vital importância conhecermos a Palavra de Deus.Se não a conhecemos,pecaremos e daremos a Satanás e a seus servos o direito legal de lançar maldições em nossa vida.

De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho?Observando-o segundo a tua palavra.De todo o coração te busquei; não me deixes fugir aos teus mandamentos.Guardo no coração as tuas palavras,para não pecar contra ti.(Salmos 119:9-11)

Os Direitos Humanos na perspectiva bíblica

Temos que reconhecer a dificuldade em definir exatamente o que são os direitos humanos. Alguns poderiam assumir que a noção de “direi...