segunda-feira, 23 de setembro de 2013

O SUPORTE FINANCEIRO DA ECONOMIA GLOBAL

 

 ORGANIZAÇÃO E SUPORTE DO SISTEMA FINANCEIRO MUNDIAL E A BESTA APOCALÍTICA. - Ler: Ap 13.16-18.

i) Objetivo do sistema financeiro organizado - Para sustentação do sistema financeiro mundial estão sendo realizados trabalhos em todo o mundo globalizado para fazerem substanciais alterações nas políticas financeiras e econômicas internas dos países membros e não-membros, com a participação direta do BIS (Banco Central dos Bancos Centrais dos países do mundo), da EC (Comissão Européia), do FMI (Fundo Monetário Internacional) e da OECD (Organização para o Desenvolvimento e Cooperação Econômica), que são “braços” de atuação do sistema globalizado.

II) A organização do sistema - A partir do modelo da Comunidade Econômica Européia - CEE, foi criado o modelo mundial com um mapeamento geográfico de 10 regiões de livre comércio, afim de que um líder mundial possa governar o mundo, “com justiça, igualdade e fraternidade”. Tendo como base, o “Projeto 666” - uma só moeda eletrônica -, do código de barras, uma só economia global, um só governo mundial e uma aldeia global.

Foi no dia 25 de março de 1957, que o chamado “Clube de Roma”, uma das organizações patrocinadoras desta Nova Ordem Mundial, que elaborou o desenho do mapeamento geográfico mundial de como ficariam essas regiões de livre comércio, e com base nesse projeto mundial, foi assinado o Tratado de Roma.

Foram assim criadas 10 comunidades econômicas de livre comércio, à semelhança do antigo Mercado Comum Europeu - MCE, hoje União Europeia - UE, lideradas por dez regiões abaixo mendionadas.

III) O processo de implantação - Comprovando o processo da implantação de uma “Nova Ordem para um Governo Mundial”, foi publicado num jornal de São Paulo, edição da Gazeta Mercantil de 26 de maio de 1994, o novo “Mapa do Comércio Mundial”, com o título “O mundo em pedaços”, dando um mapa geográfico atualizado do projeto da economia global em andamento, tendo os seguintes blocos econômicos:

1º - União Européia - UE. Países: Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Grécia, Islandia, Itália, Luxemburgo, Holanda, Portugal, Espanha e Reino Unido, com 30% do PIB MUNDIAL, e cerca de 320 milhões de habitantes; 2º - European Free Trade Association - EFTA, criada em 1960. Países: Áustria, Finlândia, Islândia, Liechtenstein, Noruega, Suécia; 3º - Acordo de Livre Comércio da América do Norte - NAFTA, com cerca de 360 milhões de compradores. São: Estados Unidos, Canadá e México; 4º - Mercado Comum Centro-Americano - MCCA, criado em 1973; Países: Antígua e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, República Dominicana, Granada, Guiana, Jamaica, Montserrat, Saint Kits and Nevis, Santa Lúcia, Saint Vicent-Grenadines e Trinidad Tobago; 5º - Associação das Nações do Sudeste Asiático - ASEAN, foi formada em 1967. Paises: Brunel Darussalam, Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura e Tailândia; 6º - Pacto Andino, instituído em 1969. Países: Bolívia, Colômbia, Equador, Perú e Venezuela. O Chile retirou-se em 1977; 7º - Mercosul - Criado em 1991. Países: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. Formaram um zona de livre comércio e uma união aduaneira englobando 85% dos produtos intercambiáveis.

Está em andamento uma negociação entre esses membros para a inclusão de outros paises da América Latina, como a Bolívia, Colômbia, Equador, Venezuela, Peru, Chile, etc, porém, ainda, sem definição final.

Os outros blocos, certamente, ainda surgirão formando um novo mapa geo-econômico mundial, com base no resultado da última crise econômico-financeira mundial liderada pelos Estados Unidos da América, a União Européia – EU, e, também, pelos países emergentes, inclusive o Brasil...

Isto é um simples resumo do plano básico de sustentação para um futuro governo mundial do “Anticristo”, que surgirá no final dos tempos escatológicos. Quem viver nesse tempo o verá!

IV) A nova moeda eletrônica da nova ordem mundial (666) - Esse sistema financeiro mundial, certamente, servirá de apoio ao Anticristo da besta apocalíptica, que, através da futura moeda eletrônica do código de barras, (onde se encontra inserido o código 666), controlará todo sistema monetário mundial, quando for decretado que “ninguém poderá comprar ou vender sem ter implantado na sua mão direita ou na sua testa, (um chip) com o número 666 que é o número de um homem”, como está escrito em Ap 13.16-18, assim: “(...) E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas; para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis", (666).
 
 
 
V) Proclamação do juízo de Deus na grande tribulação para quem aderir à marca da besta- Um terceiro anjo proclama o juízo de Deus para aqueles que adorarem a imagem da besta e receberem o sinal dela na fronte ou na mão, assim: Ap 14.9-10, "E os seguiu o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta e a sua imagem e receber a sua marca na testa ou na mão, também o tal beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro". Ler: Ap 14.9-12.

VI) Este sistema será destruido com a volta de Cristo (a parousia) - Tudo terminará com um golpe fatal no final dos "tempos dos gentios" que se cumprirá na guerra do Armagedom, (Ap 16:13-16; 19:17). Vai se cumprir com a volta de Cristo Jesus para reinar mil anos, como “o Senhor dos senhores e o Rei dos Reis”, (Sl 2; At 1.9-11; Ap 19.11-21), como está previsto em Dn 7. 13-14, 16, 22, 26-27. É impressionante observar que o domínio mundial gentio, começou e terminará com uma grande estátua ou imagem!!! (Dn 2:31; Ap 13:14-15).

Conclusão - A crise financeira da economia globalizada atual é um prenúncio preparativo para uma acomodação desse sistema financeiro organizado, que culminará com uma "nova ordem econômico-financeira mundial", a qual deverá ser controlado com maior rigidez pelo BIS - Banco Central dos Bancos Centrais e pelos principais Bancos Centrais dos países que lideram a economia global.
 

 O SISTEMA DO GOVERNO MUNDIAL E O CONTROLHE MONETÁRIO DA SOCIEDADE GLOBALIZADA DO NÚMERO 666 
 



 Depois de anos de planejamento,pesquisa, e desenvolvimento as instituições financeiras do mundo estão anunciando e antecipando SOCIEDADE GLOBAL SEM DINHEIRO. A habilidade para administrar todas as maneiras de troca monetária está sendo substituída agora por uma tecnologia de microchip ou dinheiro eletrônico. Como já vimos anterirmente a MONDEX é a companhia que provê este sistema sem dinheiro e já tem privilegiado mais de 20 principais nações do mundo.

Segundo Chris Beard o "SET-MARK SET" é comparado como um deus egípcio do mal ou Satanás. MARK é a MARCA da Besta 666 que vem junto com o microchip, que pode vir em forma de cartões de crédito, onde se pode usar um dispositivo no seu interior microchip (com os dados de Transferência Eletrônica Pessoal). Esta carteira é classificada segundo o tamanho de cálculos que lhe permite administrar a moeda corrente pessoal com a troca com outros proprietários do cartão. Os cartões também trabalham com a VISTA de NORTEL/BELL 360 telefones, telefones públicos do MILÊNIO, Bancos 24 horas, seu PC, a INTERNET, e negócios on-lines e instituições já estão preparados para o governo do anticristo. (Postado por Chris Beard). Como acontecerá isto? Vejamos:

i. Crise no sistema monetário mundial. Tudo indica que com a crise do sistema econônico mundial, o sistema monetrário atual entrará em colapso, e, necessáriamente, deverá surgir um novo sistema mometário global que subistituirá o antigo, para salvar os meios de troca mercantil, e das transações bancárias da "nova ordem mundial".

ii. Feriado bancário mundial. Haverá, certamente, "um feriado bancário mundial", comadado pelo BIS -banco controlador mundial - que controlorá os Bancos Centrais (BC´s) dos países componentes de todos blocos econômicos dos países membros. A partir dessa data, as moedas de todos os países perderão seu valor de troca, e as pessoas serão obrigadas a procurarem suas contas correntes em seus Bancos para converterem seus créditos ou débitos por valores correspondentes à "nova moeda eltrônica da nova ordem mundial", sem o que ninguém poderá comprar ou vender, porque perderá seu valor de troca... Assim, quem tiver com o controle do sistema "eletrônico informatizado", com base no ", código eletrônico de barras", ou coisa semelhante, controlará a "economia globalizada" , quando todos serão obrigados a se cadastrar em seus bancos.

iii. "Charigma" a marca da besta. Daí precisar de uma "senha" ou código, onde caracterize a "marca registrada" do dono do negócio ou da pessoa, como acontecia com a "marca" (charigma) feita com ferro quente no escravo pelo seu senhor, no Império Romano. Segundo alguns comentaristas, bem informados, foi descoberto que no código de barra eletrônico, já tem inserido em todas as mercadorias no mundo inteiro, três barras maiores destacadas , sem aparecer os números: uma no começo, outra no meio, e outra no fim, indicando ter no contexto três números "seis" invisíveis ou seja 666, que é um número de homem... (Vide código de barras acima)

iv. Cumprimento da profecia apocalíptica. Portanto, deverá se cumprir a profecia apocalíptica que diz: "A todos, os pequenos ou grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhe seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguem possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis". Ap. 13.16-18.

v. O homem passará a ser um "número" escravizado pelo sistema. No mundo globalizado em que vivemos em direção ao que alguns chamam de "aldeia global", cada vez mais, o cidadão fica vunerável às decisões globais sem ter participação, dentro de um contexto pluralista, relativista, a mercê de um domínio perverso, materialista, sem fronteiras, centralizado. A humanidade vai se tornando, cada vez mais, escrava do poder econômico-político-social, sem Deus, sem esperança no porvir, sem segurança... Por isto que exorta o apóstolo Paulo: "Manda aos ricos deste mundo (kosmos) que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundamente nos dá todas as coisas para delas gozarmos" 1ª Tm 6.17.

Conclusão. Não podemos ficar escravos desse sistema malígno dominador! Temos que tomar posição firme ao lado do Senhor dos senhores, atentando para o que disse Jesus: " (...) Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, o se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e às riquesas (Mamom)." Mt 6.24. A quem devemos servir melhor nesta vida? A Deus ou as riquesas (Mamom) ? Devemos servir melhor ao Senhor para não ficarmos escravos das riquesas, sem tempo para servir ao Senhor, e ficarmos desapercebidos na Sua vinda gloriosa... Como disse Jesus em Ap 16.15: "Eis que venho como um ladrão. Bem-aventurado aquele vigia, e guarda os seus vestidos, para que não ande nu, e não se vejam as suas vergonhas". (Continua)
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Os Direitos Humanos na perspectiva bíblica

Temos que reconhecer a dificuldade em definir exatamente o que são os direitos humanos. Alguns poderiam assumir que a noção de “direi...