segunda-feira, 27 de junho de 2016

Desemprego leva à depressão e causa 20% dos suicídios no mundo Saiba como reconhecer os sintomas e auxiliar quem passa por essa situação





Por mais que o momento possa ser desafiador, resista ao desespero!

Vamos imaginar a seguinte situação: você sempre trabalhou, teve muitas responsabilidades e, de uma hora para outra, perde o emprego. Esse é um momento muito desafiador, ainda mais quando não se está esperando. Você pode aproveitar os primeiros dias para ‘descansar’, reorganizar a casa e os estudos. Porém, estar nesta situação também significa, muitas vezes, depender de familiares, dos amigos. E aí é a hora que bate aquele medo de não conseguir pagar o aluguel, a faculdade, a parcela do carro, não ter mais uma vida social, ou seja, ficar sem ‘nada’ do que se está acostumado.
Esse temor pode ser uma experiência devastadora, tanto é que muitas pessoas se fecham, isolam-se a ponto de entrarem num estado de profunda depressão. Nesses momentos, é essencial lembrar que você nunca está só e que pode contar com o apoio de pessoas queridas e da Espiritualidade Superior para vencer esse grande desafio. "Em qualquer circunstância, pense logo em Jesus".
Em períodos de crise econômica, todo o cuidado é pouco. Investigadores da Universidade de Zurique publicaram um estudo na conceituada revista The Lancet Psychiatry que, por ano, mais de 45 mil pessoas não resistem ao desespero e acabam tirando a própria vida. Detalhamos mais logo abaixo.

NOVO COMEÇO

A demissão é sempre um momento delicado, mas antes de chegar a esse ponto, segundo o psicólogo e consultor de recursos humanos, Gustavo Sá, é importante melhorar os pontos fracos como profissional, a partir dos feedbacks recebidos. “E caso não tenha como evitar, trate-o com todo o respeito e ética merecidos, orientando-o para que busque o tratamento adequado e assim consiga ter forças para conseguir uma nova colocação no mercado”.
O psicólogo salienta ainda que é importante que o gestor tenha uma visão completa desse colaborador. Assim, poderá identificar sinais de depressão e as razões em caso de baixa produtividade. Segundo ele, “a motivação tem que ser sempre na busca da melhoria, auxiliando o profissional a se aprimorar e buscar o tratamento necessário”. Além disso, pondera que é fundamental ouvir os seus pontos positivos e saber as razões da demissão, pois isso pode te ajudar a aprimorar estes pontos.
O psiquiatra Frederico Navas Demétrio, do Grupo de Doenças Afetivas do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, lembra que normalmente quem passa por esse desafio costuma ficar com “a autoestima muito baixa, por não se sentir valorizada”. O próximo quadro é uma crise de valores, que leva ao isolamento. “Na cabeça dela, ela nunca mais vai arrumar um outro emprego. É uma das sensações mais desagradáveis que a pessoa pode ter”. 
Nesse momento, é essencial levantar a cabeça e dar a volta por cima! Buscar se especializar, pesquisar cursos gratuitos na sua região e até mesmo repensar sua área de interesse podem ajudar a dar um novo start na vida profissional. Esse momento ~sabático~ pode te ajudar a encontrar uma nova área de interesse, repensar seus objetivos e despertar novas aptidões. Não o enxergar como um fim, mas como um novo começo pode ajudar.

DANDO A VOLTA POR CIMA


por mais que as coisas estejam difíceis e a solução dos problemas pareça impossível, não desanime. "Resista ao desespero!",  "Um dos piores enganos da Humanidade é continuar teimando na crença infeliz de que a morte acaba com tudo". Por isso, é sempre bom lembrar que a cada instante nos é dada mais uma oportunidade de mudar a nossa vida para melhor, pois como também ensina o jornalista Paiva Netto, "Todo dia é dia de renovar nosso destino".

A sra. Arlinda da Rocha, da cidade de Uberlândia, MG, garantiu conhecimento espiritual reforçando sua Fé e seu entendimento de que a vida é eterna. Ela passava por problemas particulares e sem o conhecimento da espiritualidade atentou contra a própria vida. "Mas, Graças a Deus, eu não conclui".

Renovada, ela agradece diariamente ter vida para lutar contra os problemas. "Peço muito, muito, mas muito perdão a Deus pelo dia que eu quis fazer isso contra a minha vida. Pois, por pior que sejam os problemas, a gente tem que enfrentar de cabeça erguida. Lutar para vencer e não deixar que os problemas sejam maiores que o nosso Deus, porque Deus é muito maior, muito bondoso com todos nós", afirmou.

EVITANDO MAIS DE 45 MIL MORTES

Em recente estudo, a equipe de pesquisadores suíços analisou dados da mortalidade de 2000 a 2011 em 63 países do mundo, entre eles várias economias ocidentais. Em todo o período, foram registrados cerca de 230 mil suicídios por ano. Desse total, 20%, ou seja, cerca de 45 mil mortes, são atribuídas ao desemprego.
Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio tornou-se uma epidemia, pois mata mais de 800 mil pessoas por ano, uma pessoa a cada 40 segundos. Essas mortes podem ser evitadas. A organização pede que países ofereçam mais apoio às pessoas que já tentaram alguma vez se matar e que, por isso, fazem parte de um grupo de maior risco. A meta estabelecida pela organização é reduzir, em 10%, a taxa de suicídio mundial até 2020.
Sair desse estado de baixo astral faz com que você evite pensamentos negativistas e suicidas. Há sempre uma luz no fim do túnel, por mais longo que ele pareça.

SAIBA VER OS SINTOMAS

Às vezes a gente não percebe, mas quando se passa por essa situação dois comportamentos são comuns e opostos: há quem não demonstra sinais de que não está bem e quem manifesta até demais esses vestígios. “Às vezes os indícios são mais indiretos, em outras são diretos. A pessoa fala que não está aguentando mais, não vê mais interesse em nada”, reforçou o psiquiatra. 

MIRE O OLHAR DE JESUS, O DIVINO AMIGO

Pensando nisso, o ministro-pregador da Religião do Amor Universal, Marco Dametto, deixa esse alerta ao seu coração: “Mire, com perseverança no Bem, na Paz, no trabalho, na vida, o “olhar” de Jesus que nos convoca no Seu Evangelho, segundo Mateus, 7: 7 e 8, para a vitória sobre o desânimo, dizendo: “Pedi e Deus vos dará; buscai e encontrareis o bem, batei e a porta vos será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e, a quem bate, a porta lhe é aberta”. Faça o teste e persista nessa vibração poderosa do “olhar” de Jesus e você encontrará, dentro de si e ao seu redor, milhões de motivos para não desanimar jamais e seguir em frente, porque “Deus está Presente!”. Diante disso, meu Irmão, minha Irmã, cadê o desânimo? Desanimou e foi embora para nunca mais voltar (risos) e levou a depressão com ele, graças a Deus!”.

Um comentário:

Carol Brasil disse...

Gostei muito do assunto, para ajudar a combater sites falsos e sair da crise encontrei um site muito bom de empregos: http://vagadeemprego.liste.com.br/

Os Direitos Humanos na perspectiva bíblica

Temos que reconhecer a dificuldade em definir exatamente o que são os direitos humanos. Alguns poderiam assumir que a noção de “direi...