quarta-feira, 5 de outubro de 2016

DEPOIS DE VACINAREM 48 MILHÕES DE PESSOAS, VEM O ALERTA: “A VACINA DA GRIPE É UM VENENO MORTAL”



Recentemente, tem circulado pela internet uma mensagem que alerta para não tomar a vacina H1N1 pelo simples risco da síndrome GBS. Aparentemente, a vacina da gripe é um veneno mortal.
Um dos possíveis efeitos secundários da vacina H1N1 é a síndrome de Guillian-Barre, que já matou e incapacitou centenas de americanos na campanha de vacinação H1N1 em 1979, tendo sido confirmados 500 casos com esta síndrome. Então, a vacina foi retirada do mercado 10 dias depois, após terem sido vacinadas 48 milhões de pessoas.
Esta síndrome ataca diretamente o sistema nervoso e causa problemas de respiração, paralisia e pode até levar à morte. Em muitas vacinas produzidas no final dos anos 80 e início dos anos 90, foram utilizados produtos bovinos obtidos em países onde a encefalite bovina espongiforme (doença da vaca louca) constituía um risco significativo. Nos EUA, a FDA pediu insistentemente que as indústrias farmacêuticas não utilizassem produtos de gado criado em países onde a vaca louca fosse uma realidade.
Vários médicos, farmacêuticas e meios de comunicação continuam a mentir sobre o mercúrio em vacinas. Os mídia deixaram a ciência totalmente de lado na sua propaganda de incentivo à vacina contra a gripe, tendo deixado de mencionar de todo qualquer um dos riscos associados à mesma. Segundo quase todas as histórias publicadas, as vacinas contra a gripe oferecem praticamente proteção certa contra a gripe enquanto que o risco nunca é mencionado.
Na própria bula é revelado que a vacina nunca foi submetida a ensaios clínicos científicos: “Não houve estudos controlados que demonstrem adequadamente uma diminuição na doença influenza após a vacinação com Flulaval”, é o que se pode ler no folheto informativo num texto minúsculo que ninguém lê.

Lá também consta que “A segurança e a eficácia de Flulaval não foram estabelecidas em mulheres grávidas, lactantes ou crianças”. Mesmo assim, as farmacêuticas e várias outras entidades incentivam à vacinação contra a gripe por parte de mulheres grávidas. A mesma entidade que admite que a vacina nunca foi testada, admite também abertamente que esta contém produtos químicos neurotóxicos!
Se tomas vacinas contra a gripe, é provável que estejas a ser envenenado aos poucos, pois sabe-se que estas contêm produtos químicos neurotóxicos e metais pesados em concentrações alarmantes! Para além disso, não existe uma forma segura de mercúrio, tal como não existe forma segura de heroína.
Todas as formas de mercúrio são consideradas altamente tóxicas quando injetadas no corpo!
NA: E só para constar, vou traduzir um excelente ártico do site activistpost.com. É a introdução a 22 estudos médicos mostrando que as vacinas podem causar autismo.
Preocupações ao redor das vacinações continuam a crescer exponencialmente à luz de todas as informações e documentações que têm aparecido nos últimos anos (notem que este artigo é de 2013!). Como resultado, a mídia corporativa tem respondido à mídia alternativa, afirmando que o aumento no número de pessoas que estão optando por não tomarem vacinas e não seguirem o calendário de vacinas é o resultado de um “medo descabido”.
Isso não é uma grande surpresa, pois a mídia corporativa pertencente aos maiores fabricantes de vacinas, e os maiores fabricantes de vacina foram comprados pela mídia corporativa. (1)(2)(3)(4). Conhecendo esse fato, é fácil concluirmos a possibilidade de que essas instituições estejam desesperadamente tentando proteger a reputação dos seus produtos.
Por exemplo, se dermos uma olhada na GlaxoSmithKline e Pfizer, elas foram compradas pelas mesmas instituições financeiras e grupos que possuem a Time Warner (CNN, HBO, etc.) e General Eletric (NBC, Comcast, Universal Pictures, etc). Isso é visto em todos os maiores fabricantes de vacinas, e todas as 6 corporações que controlam nossa maior mídia. Tenham em mente que esses são os maiores fundadores de todas as “pesquisas médicas” usadas na administração de medicamentos e vacinações. Apesar dessas conexões, a pesquisa médica e a documentação existem para mostrar que as vacinas podem ser sim algo para nos preocupar.
Saiu no site libertar.inneste link

4 comentários:

Papai Opressor Cristão disse...

É incrível como o gado é manipulável! Eu não ia dar essa vacina em meu filho, pois sei que só serve para matar, porém, vovozinha globozete insistiu para que minha esposa desse a vacina no menino. Como a opinião da Rede Globo é mais valiosa que a minha de "Papai Opressor-Cristão"(illuminatis e afins são apenas teoria da conspiração e já que é assim mesmo, deixa ficar) aqui, meu filho tomou a maldita. Graças a Deus ele está bem, pois dou muita geleia real e própolis para o garoto, por outro lado, tenho testemunhado que a grande maioria daqueles que tomaram vivem com fortes gripes.

Paula Jordem disse...

Na minha casa ninguém toma vacinas desde que que me tornei responsável por minha família. HPV, H1N1, etc... Mas não se preocupe com seu filho, Deus o guardará, pois Ele sabe quando fracassamos contra o mundo, lutando, ele nos guarda, nos preserva. Fique bem, na Paz do Senhor Jesus!

Anônimo disse...

Serio que algum idiota acredita nessas teorias da conspiração o problema do governo e corrupção e não satanismo.

Paula Jordem disse...

É serio, amigo. Obrigada pela assiduidade em nosso blog. Seja sempre muito bem vindo!

Jerusalém, Capital de Israel

A decisão do presidente dos Estados Unidos de assinar o reconhecimento oficial da cidade de  Jerusalém  como a capital de Israel, além ...